2006/08/31

Ruivães na Obra de Camilo Castelo Branco

Camilo Castelo Branco, vivendo na freguesia de Ceide S. Miguel, nas suas incursões, andou pelas freguesias vizinhas, incluido a freguesia de Ruivães, procurando histórias para os seus romances, nomeadamente as novelas do minho. Destaco essencialmente "Aquela casa triste" que relata uma histórica veridica passada em Ruivães, descrevendo a infelicidade do "Africano".
Como escritor, estava dotado de uma excelente memória, que lhe dava o dom para desenterrar do passado as casas fidalgas em ruínas, e fabular episódios, histórias, e arquitectar novelas e romances. Ruivães foi, um dos muitos temas e cenário para as suas obras, a saber:
- “Amor de Salvação” – Vol. I, pág. 617
- “O Senhor do Paço de Ninães” – Vol. VI, pág.171
- “Novelas do Minho” – O cego de Landim – vol. VIII, pág. 85
- “A Brasileira de Prazins” – Vol. VII, pág. 675
- “No Bom Jesus do Monte” – Vol. VI, pág.679
- “Noites de Insónia” – Aquela casa triste – Vol. XIV, pág.737
- “Quatro Obras Inocentes” – Vol. XV, pág. 361
- “Ecos Humorísticos do Minho” – Vol. XV, pág.493- “Serões de S. Miguel de Seide” – Vol. XV, pág. 939

2006/08/30

Senhor dos Milagres


Senhor dos Milagres


Nas quatro platibandas de granítico alpendre que o protege encontram-se as seguintes inscrições;

Senhor dos Milagres
Construído em 1712
Reformado em 1800
Restaurado em 1980

O restauro efectuado em 1980 foi completamente suportado por um ilustre ruivanense, o Sr. José Oliveira, empresário, poeta e benemérito da freguesia de Ruivães, também um dos fundadores do Ruivanense Atlético Clube.

2006/08/28

Possivel modernização das paragens de autocarro


Em reunião de 30 de Junho, a Assembleia Municipal aprovou por unanimidade a proposta de delegação de competências nas Juntas de Freguesia do concelho, nos domínios dos abrigos de passageiros e de mobiliário urbano.
Com esta deliberação, as freguesias do concelho vão poder celebrar contratos de locação ou comodato de mobiliário urbano e abrigos de passageiros com empresas e outras instituições, visando a colocação daqueles equipamentos como contrapartida da cedência dos espaços para afixação de mensagens publicitárias.
No mandato autárquico anterior, o procedimento tinha sido adoptado pelas Juntas de Freguesia de Joane e de Vermoim, a primeira nas duas vertentes referida e a segunda na área dos abrigos de passageiros.Esta medida insere-se na política descentralizadora prosseguida pela Câmara Municipal, promovendo a delegação de competências nas Juntas de Freguesia do concelho, entidades mais próximas dos cidadãos e com melhor conhecimento de causa, no sentido de responder mais facilmente às suas necessidades.

2006/08/24

Igreja Matriz


IGREJA MATRIZ DE RUIVÃES

Um local obrigatório a conhecer.
Após uma observação cuidada da identificação de elementos decorativos de traça Joanina, do Barroco e Pombalina, é apontada como sendo uma construção do século XVIII em homenagem ao seu padroeiro, o Divino Salvador.
Alguns documentos do Arquivo Paroquial, apontam o ano de 1761, como tendo sido aquele em que se edificou a Capela-Mor.
Este templo tem apenas uma nave, decorada com uma belíssima pintura a óleo que cobre o tecto.
Em 1989, através da vontade do pároco da freguesia, Pd. Domingos Carneiro, com o apoio de toda a população, foi alvo de relevantes obras de restauro, tendo sido posto a descoberto as suas linhas Joaninas.

2006/08/14

Uma porta aberta.

RUIVANENSE ATLÉTICO CLUBE
ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA, CULTURAL E RECREATIVA

O orago.


A festa do Divino Salvador de Ruivães, que se realiza nos inicios de Agosto, é uma festa com bastantes tradições na freguesia. É uma festa religiosa, uma vez que o Divino Salvador é o orago, da freguesia. Mas apesar da sua religiosidade, não deixa de ser uma festa popular, com bastante festa à mistura.
Neste como em todos os outros anos, foi bastante o esforço de quem organizou a festa, nomeadamente o juiz e juiza, os mordomos, enfim de todos aqueles que de uma forma mais ou menos directa colaboraram para que a festa fosse o melhor possivel.
Efectivamente foi uma festa muito bem realizada, por aquilo que pude ver (e não fui ver tudo) notou-se empenho e um grande esforço, por parte das pessoas atras referidas, em fazer uma festa bem feita.
PARABENS.

Homenagem merecida


Esta foto reflete o apoio que a freguesia de Ruivães e o Ruivanense Atlético Clube, prestaram ao Quim aquando do campeonato do mundo de futebol. Ainda hoje este placard se encontra afixado, o que mostra, que é grande o carinho que Ruivães tem por este jogador saído do Ruivanense Atlético Clube. Foi um merecido apoio e ao mesmo tempo uma forma de prestar uma homenagem ao simbolo maior do clube.

2006/08/10

Acerca de Ruivães

Ruivães é uma freguesia do concelho de Vila Nova de Famalicão, com 2,72 km² de área e 2 117 habitantes (2001). Densidade: 778,3 hab/km².

Com uma paisagem marcada pela passagem do Rio Pele, Ruivães, que se encontra situada a 8 quilómetros da sede concelhia, faz fronteira com as terras vizinhas de Bente, Carreira, Castelões, Ceide S.Miguel, Delães, Landim, Novais, Oliveira São Mateus, Requião e Vermoim.
A actual designação da freguesia Ruivães, foi adoptada em 1528 e, resulta de várias transformações linguísticas ocorridas ao longo dos séculos. Assim, esta povoação, já foi denominada de Villa Rubbi ou Villa Ribiani, significando a vila um poderoso senhor, chamado Rúbio ou Ruben. Após a Reconquista, Ruivães aparece mencionada nas Inquirições de 1220, com a designação de Sancto Salvatore de Roviães, uma freguesia que estava integrada na Abadia de Apresentação dos Viscondes de Vila Nova de Cerveira. Já em 1400, adquire a denominação de Sam Salvador de Ruvhãos.
Para um quotidiano tranquilo, a freguesia dispõe, a par com uma interessada variedade de lojas, de diversos espaços de utilidade pública, tais como: sede da Junta, aberta diariamente, Pré-Primária, Escola Básica 1ºCiclo, Gabinete de Apoio à Juventude, Biblioteca Itinerante, Salão de Festas e Parque de Jogos.
Terra de gente dedicada, Ruivães tem nas suas colectividades um motivo de grande orgulho, sendo de destacar, pela vivacidade das suas acções e pela sua representatividade, as seguintes associações:

Ruivanense Atlético Clube Fundação: 1 de Agosto de 1941 Actividade: Futebol Morada: Rua do Pereiró, nº89
Centro Social-Paroquial de Ruivães Fundação: 1979 Actividade: Infantário, ATL, Centro de Dia Morada: Rua da Igreja, nº51
Agrupamento de Escuteiros nº444 Fundação: 8 de Novembro de 1973 Actividade: Escutismo Morada: Rua da Igreja, nº51
Grupo Recreativo e Cultural da Casa do Povo de Ruivães Fundação: 26 de Julho de 1982 Actividade: Folclore Morada: Rua Domingos Monteiro
Grupo Recreativo Covense Fundação: 28 de Outubro de 1991 Actividade: Futebol de Salão Morada: Rua da Cova
Moto Clube "Os Desgraçados" Fundação: 1996 Actividade: Ao serviço da Comunidade Morada: Rua Domingos Monteiro
Associação de Pesca e Caça de Ruivães Fundação: 2004 Actividade: Caça e Pesca Morada: Rua do Outeiro, nº66

O inicio de Ruivães Visivel

Este será o inicio de um Ruivães mais visivel, pelo menos ao nivel de informação acerca daquilo que se passa de mais importante na freguesia.

Este blogue é certamente mais um que existe na blogosfera. No entanto, e pelo que tenho conhecimento, é o único dedicado à freguesia de Ruivães.
Porquê um blogue com este conteúdo?
Porque cada um pode criar um blog sobre aquilo que se interessa. Gosto da minha terra e alem disso acho que existem muitas coisas que podem e devem ser mostradas, dadas a conhecer, relembradas, acerca desta terra, nesse sentido a origem do Ruivães Visível.
Pessoalmente gosto muito de conhecer a história, as tradições, as personalidades que num passado mais ou menos recente se destacaram e fizeram algo de positivo por Ruivães.
A informação que aqui coloco, é obviamente uma informação que considero interessante. O Ruivães Visivel não é nenhum blogue oficial, por isso não tenho pretensão de substituir qualquer organismo oficial que tenha, eventualmente, de prestar essas informações.
Apenas criei o blogue, no intuito de dar a conhecer algumas coisas acerca de Ruivães nas mais variadas areas que eventualmente possam interessar, por isso certas informações/dados históricos que possa colocar podem estar truncadas, pelo que agradeço a quem queira participar dando sugestões, ou mesmo, contribuir com elementos a divulgar.